Enoturismo: 5 vinícolas para visitar na Serra Catarinense

Um dos passeios mais bacanas de SC, principalmente no inverno, é conhecer as vinícolas da Serra. Com perfil butique – produção pequena e foco na qualidade – os espaços são lindos e bem preparados para receber os visitantes que quiserem conhecer mais sobre o fascinante mundo do vinho, ou simplesmente degustar uma taça de frente para os vinhedos. Muitas delas abrigam também ótimos restaurantes, que funcionam aos finais de semana, mas é preciso reserva prévia.

>> Confira também: uma vinícola e uma pousada imperdíveis na Serra Catarinense. 

Cada uma tem diferentes atrativos diferente – algumas incluem piqueniques,  degustações na cave ou jantares, por exemplo – por isso nenhum passeio é igual ao outro. Além disso, as variedades de uvas cultivadas também variam resultando em diversos rótulos e comprovando o potencial do nosso terroir, que começou a ser desenvolvido há pouco mais de uma década, muito pouco considerando este universo.

Dica: para quem vai a São Joaquim e quiser aproveitar para conhecer mais de um endereço, Villa Francioni, Monte Agudo e Leoni di Venezia são praticamente vizinhas, todas na localidade de Monte Agudo. Dá para combinar as três visitas. 

Vamos à lista: 

Villa Francioni 

A mais tradicional delas e com maior produção de vinho, segue como uma das mais visitadas, principalmente durante as férias de julho. Localizada em São Joaquim, a Villa tem estrutura em cinco andares e inclui até galeria de arte. 

Crédito: Photographic

Durante a visita, os apaixonados por vinhos realizam um tour pela vinícola, onde acompanham todos os estágios da elaboração dos vinhos e espumantes da VF. Ao final do trajeto, os visitantes tem a oportunidade de participar da degustação de rótulos selecionados.

Crédito: Photographic

São três opções de passeios:

Visitação Cave – Um tour interno guiado nos 5 andares da vinícola, galeria de arte, conhecimento da história e do processo de vinificação. A visita conta com degustação de cinco rótulos conduzida na cave ao lado das barricas de carvalho francês, que acompanham queijo e pães, sendo um dos rótulos da linha exclusiva Villa Francioni.

Visitação Sala VIP – Inclui tour interno guiado nos 5 andares da vinícola, galeria de arte, conhecimento da história e do processo de vinificação. A degustação de cinco rótulos da linha Joaquim e Villa Francioni é conduzida em uma sala reservada, onde o fundador Dilor recebia somente visitantes convidados.

Visitação Tradicional – Inclui tour interno guiado pelos cinco andares da vinícola e galeria de arte, com degustação de quatro rótulos da linha Joaquim.

Crédito: Photographic

Villa Francioni: Rodovia SC-114 Km 300, São Joaquim, fone (49) 3233-8200
Mais infos no site

Vinhedos Monte Agudo 

Vizinha à Villa Francioni, a Monte Agudo tem um dos melhores receptivos da Serra principalmente porque é a própria família de proprietários, os queridos Rojas Ferraz, que recebem carinhosamente os visitantes. A vinícola também inova na programação, com sunset nos vinhedos além de almoços, jantares e degustações que funcionam o ano todo aos finais de semana. Eventualmente também aconteceu piqueniques nos vinhedos.

Monte Agudo, divulgação
Monte Agudo, divulgação

Recentemente, a Monte Agudo promoveu uma colheita de rosas, também cultivadas na fazenda, e em breve a propriedade deve abrigar até passeios de balão, que permitirão contemplar a propriedade de cima.

Monte Agudo, divulgação
Monte Agudo, divulgação
Monte Agudo, divulgação

Monte Agudo: Rodovia SC 438 km 69,5, São Joaquim, fones (49) 99969-9777, (49) 99985-1446 , (49) 3015-9177 e patricia@monteagudo.com.br
Mais infos no site

Leone di Venezia 

Diferentemente das demais, a Leoni di Venezia inovou apostando em cortes de uvas italianas, como as tintas Sangiovese, Montepulciano, Refosco Dal Peduncolo Roso, Primitivo e as brancas Gewurstraminer e Garganega.

Foto Inor Assmann, reprodução

Descendente de italianos e amante da cultura e história do país de seus antepassados, Saul Bianco, proprietário da Leone di Venezia, se inspirou no palácio italiano Villa di Maser (1564 – Treviso/Veneto), para a arquitetura da vinícola, que abriga um restaurante onde são servidos almoços aos sábados no mês de julho – no restante do ano é preciso conferir a programação nos contatos mais abaixo.

O clássico entrevero serrano. Foto Leone di Venezia, divulgação

Além de restaurante, o local conta ainda com hospedagem – são  quatro pequenas e aconchegantes suítes localizadas dentro da própria vinícola e com vista para os campos da região.

Leone di Venezia: Rodovia SJM 145, nº 2800, Morro Agudo, São Joaquim,
fone (49) 9967-3668, vinicola@leonedivenezia.com.br
Mais infos no site

Abreu Garcia 

Em Campo Belo do Sul, a vinícola é fruto da paixão do médico Ernani Luiz Garcia. Por lá, dá para conhecer os vinhedos e degustar rótulos premiados no restaurante que serve refeições aos finais de semana (imprescindível reserva).

Foto Abreu Garcia, divulgação
Foto Abreu Garcia, divulgação

Além da cantina e do vinhedo, o público também visita a linda capela Santa Clara, edificada por taipeiros da região, e o sítio arqueológico localizado dento da área da vinícola e que teria sido  local sagrado onde indígena do século XV realizavam cerimônias e funerais.

Foto Abreu Garcia, divulgação
Foto Abreu Garcia, divulgação

Abreu Garcia: BR-282 km 266 – Fazenda Nova Dela Costa, S/N, Interior, Alto Travessão, Campo Belo do Sul. Fone (48) 3322-3995 e contato@abreugarcia.com.br 
Mais infos no site

Vinícola Thera 

A mais nova das vinícolas serranas, a Thera foi inaugurada em 2016 embora a plantação de uvas seja uma das pioneiras da região. Fica em um dos cenários mais belos da Serra, entre vinhedos, lagos, montanhas e araucárias e é a mais próxima da Capital (152 km).

Crédito Thera, divulgação

Além da vinícola,  está prevista a construção de um hotel, um condomínio de luxo, espaço cultural e haras. O projeto leva a assinatura do Studio Archea, escritório de arquitetura do italiano Marco Casamonti, responsável pelo projeto da vinícola Antinori localizada em Florença, uma das  mais visitadas do mundo .

Crédito Thera, divulgação

No ano passado foi inaugurado o Thera Wine Bar by Dijon, com o chef Fernando Giusti comandando a cozinha. O menu foi todo elaborado com produtos regionais e é servidos aos finais de semana, sempre sob reserva.

Crédito Thera, divulgação
Crédito Thera, divulgação

Para quem pensa em se hospedar bem próximo à vinícola, existe uma ótima pousada quase em frente, a Curucaca (mais infos aqui).

Crédito: Paulinho Sefton

Vinícola TheraSC-110, Km 355 – Caneleira, Bom Retiro
Mais infos aqui e aqui. 

Comments

comments

Laura Coutinho

Escrito por Laura Coutinho

Laura Coutinho é jornalista com mestrado em Relações Internacionais. Já morou em Porto Alegre, Londres e Lisboa e é apaixonada por viagens, gastronomia, cultura e inovação. Trabalhou mais de 15 anos no Grupo RBS como repórter, editora e colunista. Hoje, concilia o site próprio com uma coluna semanal no jornal Notícias do Dia, em Santa Catarina, e o trabalho de relações públicas.

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *