A cozinha contemporânea do recém-inaugurado Dōkyo Japan Food & Bar, em Florianópolis

Como a Laura Coutinho antecipou neste post, o antigo Kanpai reabriu totalmente repaginado, agora sob o nome Dōkyo Japan Food & Bar. Nesta quarta-feira fui conhecer alguns destaques do menu, em um evento para convidados, e fiquei bem contente por termos mais um restaurante japonês de qualidade na Ilha e que faz jus ao nome (Dōkyo significa celebração em japonês).

De similaridade com o Kanpai, sem sombra de dúvidas, é só o endereço e o proprietário, que segue o mesmo: Marcelo Dias. O menu aparece totalmente repaginado, após consultoria de Regis Sassaki, sushiman consultor do Osaka e do Empório Frutaria, ambos de São Paulo.

Regis Sassaki, chef consultor

Foram servidos 10 pratos, todos muito saborosos e bem preparados. Deu para ter uma ideia geral desse japonês contemporâneo. E melhora: a carta de drinks é  assinada por Felipe Palanowski, barman e um dos proprietários do Rabodigalo.

A influência peruana do chef aparece logo na primeira entrada: um ceviche (R$ 32) irretocável, feito com peixe branco marinado no leite de tigre (caldo de peixe com suco de limão, salsão, alho, gengibre, cebola, coado e batido com coentro e pimenta dedo-de-moça), servido com cebola roxa e rodeado por chips de batata-baroa.

Ceviche de dourado

Ainda nas entradinhas, o Rock Shrimp (R$ 39), camarões crocantes (de verdade!) na massa de tempurá com molho de pimenta Toban Djan, estava absolutamente incrível. Sou grata até agora ao garçom que sem querer deixou mais uma porção na nossa mesa. Apenas obrigada! Só por essa entrada já vale passar lá hoje ainda.

O delicioso Rock Shrimp

O salmão maracujá (R$ 29) traz o peixe regado ao molho desta fruta e com crocantes de harumaki e couve. O molho é leve e não tem um gosto tão marcante do maracujá.

À essa altura, chegou à mesa um drink fenomenal, o Sake Smash, com receita simples: saquê e limão siciliano. O Wasabi Sour, uma ousadia do Palanowski, leva gim, mix sour, pepino japonês e wasabi. O gosto da pasta verde é bastante marcante, mas tem seu valor.

Drinque Wasabi Sour

A flor de sal e as raspas de limão siciliano no Carpaccio de Barriga de Salmão Trufado (R$ 39) deram um toque sensacional ao prato. Até mesmo eu que não sou muito fã do aroma e sabor de trufas, gostei bastante.

Carpaccio de salmão com limão siciliano e azeite trufado

Pausa para provar o Sushi Uni (R$ 23, a dupla), feito com ovas de ouriço. Eu particularmente nunca tinha provado essa iguaria no sushi e fiquei surpresa pelo sabor bem característico do mar, lembrando um pouco ostra crua. O Sassaki veio à nossa mesa e confessou ser um grande apreciador das ovas de ouriço.

O mote contemporâneo do sushi ficou claro quando aparece à mesa uma ousadia do cardápio: o Filé Tacos (R$ 15). Achei sensacional essa entrada feita com massa crocante recheada com filé-mignon, coentro, molho Yakiniku e abacate.

Em seguida, a Merluza Negra Tamamisso (R$ 29) grelhada com molho missô. O peixe também é conhecido como “bacalhau da profundidade” e a semelhança entre ambos no aspecto e sabor ficou evidente.

Merluza negra com alho poró

O Combo Dokyo chegou chegando com excelência em seguida. Cada peça numa crescente de sabor e qualidade dos peixes. Nem pensei em molhar no shoyu. Em seguida, um outro combinado de sushis com camarão empanado também agradou.

Vale a visita!

Dōkyo Japan Food & Bar
Rua Dr. Alves de Brito, 161, Centro
(48) 3028-6818

Comments

comments

Maíra Ferraz

Escrito por Maíra Ferraz

Maíra Ferraz é jornalista, pós-graduada em Comunicação e RP e tem como sua especialização favorita comer e beber bem. Trabalhou por quatro anos no Grupo RBS, três deles como editora de Gastronomia e, por último, na Revista Donna. Hoje é food hunter no Destemperados, autora no blog comidaeconteudo.com.br e gerente de comunicação em uma startup, em Florianópolis.

Facebook | Instagram | Twitter
Email: mairafflores@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *