Com aposta democrática, restaurante Ao Zeca abre as portas em julho no Passeio Primavera

Texto de Maíra Flores*

Se, no campo dos negócios, a sociedade entre amigos costuma ser pouco recomendada, a afinidade entre Fernando D’Aquino e Duda d’Acampora desde 2010 mostra que nem sempre essa premissa é verdadeira. Levando em conta a amizade e as competências complementares de ambos, essa parceria dá vida ao restaurante “Ao Zeca“, com previsão de abertura para fim de julho, no Passeio Primavera, em Florianópolis.

Ao Zeca, divulgação

Com a expertise de dois endereços já consolidados na Capital, a Fairyland Cupcakes e o May, Fernando é o cara das planilhas e dos números – sem deixar de lado a gestão das redes sociais dos seus estabelecimentos que, juntos, somam mais de 600 mil seguidores/curtidores no Instagram e Facebook. Já a Duda é 100% coração e adora abrir as portas da sua casa para receber bem os convidados. Sempre foi assim no Bistrô Zeca d’Acampora, onde recentemente encerrou a operação de restaurante, mas segue no comando de catering para eventos.

Ao Zeca, divulgação

Essas duas personalidades se unem no novo projeto que presta homenagem a Zeca d’Acampora, pai dela e chef catarinense falecido em 2008 e reconhecido por ter marcado a história da gastronomia de Florianópolis. O tributo aparece no nome e inspira alguns pratos assinados pelo chef Fábio Coelho, como o confit de pato e a salada de camarão com molho de nata e laranja. Mas não se engane com os ingredientes sofisticados,  o intuito é fazer um menu bastante democrático.

“Queremos escrever uma história nova, deixar o d’Acampora como inspiração e escrever uma trajetória própria para a Duda. Lógico que muitos pratos foram criados pelo Zeca, mas queremos inovar bastante e oferecer um cardápio com produtos frescos da estação e preços competitivos, como fazemos no May. No almoço, teremos opção de executivo com entrada e principal para que todos possam aproveitar. Também estamos levando em conta restrições alimentares”, diz Fernando.

Em 90 metros quadrados, o projeto assinado pela dupla Mariana Schwartz e Maria Luiza Tremmel deve comportar bem 60 pessoas no almoço, happy hour e jantar e estará localizado ao lado do Café Cultura.

O know-how de coquetelaria do May, advindo da paixão de Bruno Bittencourt, marido e parceiro de Fernando nos negócios, pelo tema será amplamente explorado no novo endereço. O bar terá abertura para a parte externa do restaurante oferecendo uma boa carta de drinks, chopes, vinhos, champanhes e espumantes.

“Também teremos um cardápio para quem estiver no bar e não quiser jantar. Serão petiscos gostosos, mas rápidos, como pastéis de salmão, camarão, pato confitado e arancini (bolinho feito de arroz frito e recheado).”

Ao Zeca, divulgação

Comments

comments

Maíra Flores

Escrito por Maíra Flores

Maíra Flores é jornalista, pós-graduada em Comunicação e RP e tem como sua especialização favorita comer e beber bem. Trabalhou por quatro anos no Grupo RBS, três deles como editora de Gastronomia e, por último, na Revista Donna. Hoje gerencia e escreve no blog Comida e Conteúdo e é gerente de comunicação em uma startup, em Florianópolis.

Facebook | Instagram | Twitter
Email: mairafflores@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *