Charme nostálgico e novos ares: onde ficar, comer e passear em Montevidéu

O título de capital mais segura da America Latina não é a toa. À noite, por las calles, não se sente nem sombra da neurose que o brasileiro se acostumou a experimentar. Dá para sair a pé do hotel em busca de um bar ou restaurante ou para uma caminhada nas ramblas, a avenida com calçadão que margeia o Rio da Prata por 30 quilômetros. Apesar de Capital do país, Montevidéu é uma cidade média, com cerca de 1,4 milhões de habitantes, mas tem ares de cidade pequena e um charme nostálgico.

Hyatt Centric Montevideo, divulgação

Tínhamos programado duas noites por lá, mas esticamos a estada para entrar no clima tranquilo da cidade, que também oferece vários tipos de passeios.  Dedicar quatro dias na cidade é o ideal. Propomos aqui os pontos que mais gostamos de visitar e sugerimos começar o tour pela Praça da Independência, na Ciudad Vieja, uma das tantas lindas e históricas praças da cidade e onde fica a Puerta de la Ciudalela. A partir dali, vá descendo em direção ao rio pela Peatonal Sarandí, uma rua sem trânsito de carros e cheia de cafés, restaurantes e lojinhas interessantes.

Uruguai despacito: um roteiro de sete dias pelo menor e mais charmoso país da América 

Punta del Este fora de temporada: quatro hot spots para curtir a cidade com calma

Bares 

Burlesque 

Burlesque, divulgação

Bem perto do Hyatt, a avenida Luis Alberto de Herrera conta com alguns opções gastronômicas bacanas, como o Burlesque. Super despretensioso e bem animadinho depois das 22h, tem vibe de pub europeu, com carta de drinques e cervejas bem variadas e cardápio com pratos principais mais elaborados ou rápidos como os chivitos e as saladas. Dá para jantar ou tomar aquele drinque antes ou depois do dinner. Na mesma avenida ficam as torres do World Trade Center, o que garante um bom movimento na região também durante o happy hour.

Alberto de Herrera 1136, Pocitos Nuevo

http://www.burlesque.com.uy

Bar Moderno 

Hyatt, divulgação

Imperdível! Mesmo que não esteja hospedado no Hyatt, dedique uma noite ao charmoso Moderno Bar. Aberto ao público externo, funciona todas as noites até às 2h com coquetelaria clássica e drinques de autor, assinados pelo mixologista argentino Tato Giovannoni, além de lanches e sobremesas. Pedi o La Brujas (350 pesos), que leva gim, polpa de araçá, menta fresca e suco de lima. Se optar pelos tradicionais, vá de negroni. Daqueles lugares que não dá vontade de ir embora.

Hyatt, divulgação

Rambla República del Perú 1479
montevideo.centric.hyatt.com

Restaurantes e cafés 

Jacinto

Jacinto, divulgação

O restaurante e café super charmoso na Sarandí foi indicada por um uruguaio querido que nos recebeu na O’33, fazenda que produz azeites em José Inácio. Como não tínhamos muito tempo na cidade, optamos por só conhecer e tomar uns vinhos por lá à tarde. Dirigido pela jovem chef Lúcia Soria, discípula de Francis Malllmann, o restaurante aposta na cozinha de autor com influências italianas e espanholas. Cozinha saudável, focada em bons ingredientes (como, aliás, em todos os restaurantes onde fomos). Dizem que as saladas são as melhores do Uruguai, e a carta de tapas, servidas à noite, também me fez salivar. Fica para a próxima.

Chef Lúcia Soria, pupila de Francis Mallmann. Foto Jacinto, divulgação
As famosas saladas nada básicas do Jacinto. Foto: Jacinto, divulgação

Sarandí com Alzáibar
jacinto.com.uy

Sin Pretensiones

Sin Pretensiones, divulgação

Indicado por um casal de BC super antenado, o Cassio e a Fernanda, o Sin Pretensiones, que fica na mesma rua do Jacinto,  é uma fofura que parece saída  de um daqueles filmes tipo O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Com empório e loja de antiguidades, o lugar é cheio de personalidade não só na décor: por trás, quem comanda o show é a família Bauer, tradicional no segmento gastronômico argentino e uruguaio. Da cozinha aberta onde 80% dos produtos utilizados são de origem nacional, saem pratos da estação inspiradas na cozinha de estância, pura conforto food com raizes. Vale almoçar ou tomar um café da tarde (não abre à noite).  Provamos por lá o quiche de cogumelos, que acompanha salada. Vontade de passar a tarde, delícia pura.

Sin Pretensiones, divulgação
Sin Pretensiones, dvulgação

Sarandí, 366.

Sinpretensiones.com.uy

Estrecho

Laura Coutinho

No Estrecho, a predileção dos hermanos por frisas é levada às ultimas consequências. O nome já diz um pouco do lugar: por ali não há mesas, apenas assentos no balcão, de onde se vê o hipnotizante balé da equipe de cozinha. Com cerca de 20 lugares, o local lota rápido, então a dica é reservar. O cardápio muda todos os dias e é bem enxuto. Pedimos a sopa de peixe e o filé com hash de zanahoria, uma batata-doce alaranjada, tubérculo comum no Uruguai, cogumelos e molho bernaise (425 pesos, cerca de R$ 53).  Delicioso e ótimo custo benefício.

Laura Coutinho

Peatonal Sarandí, 460
Mais infos aqui

La Otra Parrilla 

La Otra, divulgação

Na nossa despedida de Montevidéu queríamos degustar a famosa parrilla, mas resolvemos fugir do óbvio Mercado do Porto e fomos ao restaurante La Otra, indicado por chefs uruguaios e mais frequentado por locais e menos por turistas. Além da qualidade da carne, a lenha usada faz toda a diferença garantindo um sabor defumado aos assados. São pedidos certeiros o assado de tira (460 pesos) acompanhado de legumes na brasa (270 pesos) ou a deliciosa entranha, um corte que só existe nos países vizinhas e não tem nada a ver com vísceras, é um corte da barriga do boi.

A famosa entranha. Foto: La Otra, divulgação

La Otra, divulgação

Tomás Diago, 758
laotraparrilla.com

Sucré Salé

Sucré Salé, divulgação

Florencia Ibarra integra a turma de destacadas novas chefs de cozinha no Uruguai, na maioria dos restaurantes onde comemos em Montevidéu vimos mulheres comandando as cozinhas. No Sucré Salé, um charmoso bistrô no prédio da Aliança Francesa, Florencia faz uma confort food com cara de comida de avó, mas com muita técnica.

Boa dica para almoço ou café da tarde. Ela também faz todos os doces incluindo o brulé de pistache maravilhoso e uma torta de chocolate belga sem farinha e sem açúcar refinado.

Entrada: pizza integral com massa fininha e legumes. Foto: Laura Coutinho
Os doces maravilhosos preparados por Florencia Ibarra: brule de pistache e torta de chocolate sem farinha
Close na torta de chocolate belga! Foto: Sucré Salé, divulgação

Bvar. Artigas 1271
Mais infos aqui 

Passeios

Livraria Más Puro Verso 

Laura Coutinho

Caminhando pela Sarandí, a rua mais turística de Montevidéu, passe pela livraria Más Puro Verso para conhecer seu construção art noveau de 1917 e quem sabe comprar no original títulos de célebres escritores uruguaios, como Mario Benedetti e Eduardo Galeano. No segundo andar, dá para descansar as pernas enquanto toma um cortado e contempla a belíssima cúpula do Teatro Solís.

Sarandí, 675
libreriapuroverso.com/

Teatro Solís

Laura Coutinho

Com uma agitada agenda cultural que contempla óperas, shows, espetáculos de dança e peças, o Solís, construção de 1856 no estilo neoclássica, merece uma visita. Confira um dos espetáculos ou dedique tempo para a visita guiada, que acontece todos os dias menos nas segundas. Programação cultural e horários das visitas no site.

Reconquista s/n
teatrosolis.org.uy

Praças e parques 

Leonardo Corea, divulgaça

Montevidéu é cheia de parques e praças arborizadas e bem conservadas. Na Ciudad Vieja, entre os destaques estão as praças da Constituição, onde fica o Cabildo, prédio colonial que já abrigou a casa do governo e hoje funciona como um museu com a história da cidade, e a praça da Independência, onde está o Palácio Salvo, um dos edifícios mais emblemáticos da cidade, e onde, contam, começou a cidade de Montevidéu. Mas a mais romântica delas é a Praça Zabala com seus jardins no estilo parisiense idealizados pelo arquiteto francês Eduardo André. Também vale uma caminhada pelo Parque Rodó, que tem parque de diversões e campo de golfe, e pela imponente região do Prado, onde fica o Jardim Botânico.

Laura Coutinho

Onde ficar

Hyatt Centric Montevideo 

Hyatt Centric Montevideo, divulgação

Enquanto a bandeira Grand da rede americana foca no mesmo padrão de qualidade em qualquer cidade do mundo, o Hyatt Centric se relaciona com o entorno do endereço onde cada hotel está assentado. Em Montevidéu, isso significou obras de artistas uruguaios nas paredes, uma biblioteca maravilhosa com títulos do país e elementos decorativos bem típicos, como o uso da madeira  rústica, o piso em mosaico e do artesanato local. Os três equipamentos gastronômicos do hotel – o café Deli, o Moderno Bar e o restaurante Plantado são abertos ao público – que frequenta e muito os espaços, que tiveram seus menus construídos com a ajuda dos próprios moradores do bairro. Tão integrado e aberto ao entorno o hotel é que o balcão da recepção fica em segundo plano, quase escondido para quem passa a porta giratória e depara que a décor estilo boutique do espaço. Moderno e casual, como se a hospedagem fosse um detalhe desse empreedimento nascido há menos de um ano e que mais parece um ponto turístico da cidade aberto a todos.

Hyatt, divulgação
Hyatt, divulgação

Quanto aos quartos, você pode escolher entra a vista da cidade ou do mar. Escolhemos o segundo, de onde dá pra ver o sol nascer no Rio da Prata sem precisar nem levantar da cama -mas aposto que você vai querer registrar o momento em foto. Há ainda, uma piscina térmica no subsolo e uma academia bem equipada, além de espaço para reuniões e eventos no térreo e na cobertura. O atendimento é um capítulo à parte e segue a ideia de uma mistura com a identidade local. Sem aquele pedante excesso de cordialidade que às vezes incomodaem equipamentos de luxo, os funcionários são simpáticos na medida e representam a diversidade de moradores locais, bastante a vontade com suas personalidades e sempre dispostos a um bom papo.

Hyatt, divulgação

Super indicado, o hotel está no bairro de Pocitos, a melhor região para hospedagem, com opcões gastronômicas interessantes no entorno. As diárias variam muito de acordo com as datas (dá para pesquisar no Booking e Expedia), mas quando fomos, no final de maio, considerada baixa temporada, a diárias estava a R$580 para o casal com café da manhã. Nada mal para um 5 estrelas.

Rambla República del Perú 1479
montevideo.centric.hyatt.com

Alma Histórica Hotel Boutique 

Visitamos esse hotel butique na Ciudad Vieja, também uma região incrível para fincar residência temporária na cidade. Fica na lindíssima Plaza Zabala e tem muitos atrativos turísticos no entorno. Cada um dos 15 quartos do casarão histórico de 1920 homenageia um célebre personagem uruguaio, como o jogador Héctor Scavone e Carlos Gardel, o rei do tango. No quinto andar, um rooftop charmoso oferece a melhor vista do pôr do sol no porto da cidade.

Fabricio Flores

Também incrível observar a ponte entre o passado da arquitetura preservada e o contemporâneo, presente por exemplo no piso de cimento queimado dos banheiros e no máximo do conforto dos nossos dias . As tarifas variam conforme a época, mas para o início de junho, as diárias começam em US$ 136.

Fabricio Flores
Fabricio Flores

Plaza Zabala
almahistoricahotel.com

Comments

comments

Laura Coutinho

Escrito por Laura Coutinho

Laura Coutinho é jornalista com mestrado em Relações Internacionais. Já morou em Porto Alegre, Londres e Lisboa e é apaixonada por viagens, gastronomia, cultura e inovação. Trabalhou mais de 15 anos no Grupo RBS como repórter, editora e colunista. Hoje, concilia o site próprio com uma coluna semanal no jornal Notícias do Dia, em Santa Catarina, e o trabalho de relações públicas.

Facebook | Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *